sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Kustom Kulture


Kustom Kulture (no Brasil, tratada como Kultura Kustom) é uma cultura surgida na década de 1950, onde o pilar principal é a customização, ou seja, a alteração das partes originais, para modificação desejada pelo artista. Empregada em diversas áreas artística e profissionais como customização de carros e motos, (aerografia, pinstriping), artes como tatuagem, música, entre outros meio, além de caracterizar um estilo de vida. O conceito surgiu nos Eua e póssui adeptos em todo o mundo nos dias atuais.



A palavra Kustom Kulture é um neologismo americano usado para descrever a sub cultura de modo sutilmente rebelde, onde troca-se os "C" pelo "K" apenas para remontar uma possivel customização da palavra.
Nos primórdios do hot roding, diversas manisfestações de moda e estilos foram surgindo, mas não tinham uma caracterização própria. Artistas como Kenny Howard, construtores de carros customizados como Ed Roth e Dean Jeffries, assim como adeptos do lowrider, tatuadores, pintores de autmoveis e moto clubes iniciaram o que se chama hoje de Kustom Kulture influenciando na época, a televisão, e outras mídias.
Diversos movimentos da década de 1950, são ligados ao termo Kustom Kulture, como adéptos dos dragsters, skinhead, pin-up, rockabilly,Psychobilly, punk rock entre outros. São considerados como uma subcultura.



No Motociclismo

BOBBERS

Por definição uma bobber é uma motocicleta que teve seu pára-lama dianteiro removido, o pára-lama traseiro foi cortado. Buscava-se uma moto mais leve e com a retirada de partes consideradas pelos aficionados sem importância a moto ganhava personalidade e leveza.  Este estilo de moto custom se propagou nos EUA depois do retorno dos combatentes da segunda guerra mundial.
A bobber é a pioneira em motos customizadas que vemos até hoje. Na segunda guerra mundial os jovens americanos viram diversas motos européias (principalmente inglesas e alemãs) e a sua leveza em detalhes, aprenderam também habilidades no ofício da mecânica. Retornando aos EUA começaram a colocar seus conhecimentos e aprendizados em prática e foram modificando as motos americanas com base nas motos européias. Como várias motos foram sendo modificadas e aparentemente respeitando o mesmo estilo, foram criados clubes, associações e o próprio surgimento do nome Bobber.
Essas motos foram sendo personalizadas conforme seu proprietário. Inicialmente os próprios donos faziam isso, hoje existem empresas especializadas que realizam um trabalho excepcional. Porém há muita controvérsia com relação à verdadeira aparência de uma bobber. Os puristas dizem que a Bobber autêntica é aquela moto que teve apenas retirados o pára-lamas dianteiro, corte do pára-lamas traseiro e alguns outros poucos itens, mas sem alterar o guidão, escape ou selim.  Outros nem tão radicais assim consideram algumas Choppers como sendo Bobbers, para satisfazer aos gostos de todos criou-se uma categoria intermediária a Chopper Bobber. 




CHOPPERS

O espírito dos jovens americanos em customizar suas motos até os anos 60 e 70 estavam apenas adormecidos, mas sempre vivos ansiosos por mudanças. Foi quando o filme  “Easy Rider”  reacendeu a febre da mudança e assim nasceu a Chopper.

Peter Fonda, Dennis Hopper e Jack Nicholson
Dennis Hopper, Peter Fonda e Jack Nicholson in Easy Rider.
Photograph: Allstar / Cinetext / Columbia

Os construtores começaram retirando tudo que consideravam parafernália: pára-brisas, pára-lamas, barras de proteção, faróis, piscas etc e construíram a Chopper Bobber. Após isso, era necessária desvincular a Bobber da Chopper, os jovens iniciaram as mudanças da angulação do garfo dianteiro; no tamanho do tanque de gasolina; mudanças na angulação e formato dos guidões; alterações na angulação e forma dos selins; pneus de bitolas diferentes. Inseriram uma série de detalhes cromados. As Choppers com pneus mais largos atrás também são chamadas de Fat Bastard.
Hoje há empresas especializadas nos EUA em construção da Chopper. Muito conhecida através de programas de TV a cabo, a OCCOrange County Choppers é um bom exemplo disso. Aqui no Brasil também temos artesões que constroem Choppers.
A “diferença básica” entre uma Chopper Bobber e uma Chopper está no comprimento do garfo dianteiro; a Chooper Bobber mantém a originalidade, na Chopper está alongado e normalmente cromado, outra diferença são as medidas diferentes dos pneus.



Customizar é muito mais do que equipar ou trocar peças, é uma forma de arte, de expressão e de cultura!

Infos e fotos

Nenhum comentário:

Postar um comentário